Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Casca e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Casca
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
16
16 MAR 2023
AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO
Município decreta situação de emergência por conta da estiagem
enviar para um amigo
receba notícias
Perdas atingiram 33,3% nas lavouras de milho-grão, 33,3% em milho silagem, 25% em soja e 28% em uva
Com estimativas superiores a R$ 49 milhões em prejuízos, Casca está oficialmente em situação de emergência por conta da estiagem. Segundo laudo técnico da Emater as perdas atingiram 33,3% nas lavouras de milho-grão, 33,3% em milho silagem, 25% em soja e 28% em uva para indústria.

Segundo o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente Jeferson Ricardo Radin a análise e o levantamento dos dados foi realizado através da Coordenação da Defesa Civil Municipal junto a Emater, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e a Secretaria de Saúde e Assistência Social.

Além do prejuízo financeiro, outro dado levado em consideração foi o laudo social emitido pela Secretaria de Saúde e Assistência Social, que atestou que a qualidade de vida dos cidadãos está sendo afetada tanto por danos ambientais como baixa umidade do ar, vegetação seca e diminuições hídricas de rios e riachos, quanto em prejuízos sociais que isso afeta.

A Emater também apresentou laudo pluviométrico que aponta redução de chuvas a partir do mês de novembro de 2022, com leve recuperação em dezembro, janeiro, fevereiro e março, porém insuficientes para recuperação dos mananciais hídricos.

De acordo com o Prefeito Ari Caovilla é inegável que as perdas são extremamente grandes. "Nossa economia é baseada no setor primário, por isso chegamos a dados que dão subsidio ao decreto de emergência. Agora o decreto será analisado pela Defesa Civil do Estado e da União até que seja homologado oficialmente”, declarou.

Leia o decreto na íntegra: https://www.casca.rs.gov.br/.../situacao_de_emergencia...
Autor: Texto: André Bresolin / Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia