Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Casca e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Casca
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Turismo
No fim do século XIX, José Vanzo, antes da demarcação das terras, residia com sua família próximo ao local, onde mais tarde, foi erguido o Seminário São Rafael. Após a medição das terras, adquiriu grande área cortada por um arroio coberta de densa vegetação.

O povoado foi crescendo às margens deste arroio e passou a ser conhecido como São Luiz de Casca, numa relação com o Padroeiro da Igreja local.

Dentre as árvores existentes havia o Araçá e o Guabijuzeiro, cuja casca era retirada e comercializada em curtumes de Passo Fundo, onde dela extraíam uma essência muito especial na curtição de couros.

A colônia de São Luiz de Casca foi fundada em 1890, por famílias procedentes de outras colônias mais velhas, povoadas por descendentes de poloneses e italianos. Os pioneiros vieram de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Garibaldi, Guaporé, Alfredo Chaves, Antônio Prado e Capoeira.

A maioria destas famílias dedicou-se, a princípio à agricultura.

Algumas delas, porém, puseram-se a explorar o comércio, carpintaria, serrarias e outras.

O primeiro médico, Dr. Hoos, chegou à colônia em 1928, permanecendo poucos meses, chegando em seguida Dr. Falcão por um ano e o Dr. Mafé por dois anos. Em 1940 após oito anos de ausência médica, chegou para ficar seis anos o Dr. Galanternic.

Os primeiros professores foram: Evaristo Mantovani para os meninos, e Dona Antonieta para as meninas, lecionando em sala de aula improvisada na residência da família Toazza. A noite o Sr. Treto lecionava para os adultos interessados em se alfabetizar, sendo o número deles bastante significativo.

O primeiro Pároco Pe. Aneto Bogni, da Congregação Carlista, ao assumir, organizou a comunidade e empreendeu vários movimentos que visavam a melhoria no setor social, saúde, educação e outros, permanecendo na Paróquia por dezesseis anos.

O município foi criado pelo ato do então Governador do Estado, Cel. Ernesto Dorneles em 15 de dezembro de 1954 através da Lei Estadual Nº 2525.

A instalação do município ocorreu em 28 de fevereiro de 1955, na casa de Miguel Dors que passou a ser a sede provisória da Câmara Municipal de Vereadores. A primeira sede do Executivo Municipal foi a casa do Sr. Severino Bonamigo. As duas casas ainda existem.

Quanto à origem do nome “CASCA” configura-se duas hipóteses:
a) extração de cascas de árvores com objetivos comerciais;
b) o local de passagem dos cavaleiros e carroceiros no riacho próximo à cidade, bastante liso e escorregadio, fácil de cair, que no dialeto italiano cair se traduz por “CASCAR”.

Característica da planta de Araçá:
– Identificação da espécie: Taxonomia
– Nome científico: Psidium Cattleyanum
– Família botânica: Myrtaceae
– Nomes populares: araçá-amarelo; araçá-da-paria; araçá-do-campo; araçá-manteiga; araçá-vermelho; araçazeiro
– Folha: simples
Características Biofísicas:
– Solo: argissolo (secos e compactados)
- Clima: o araçá não é exigente ao clima, resistente as geadas

Utilidades:
- Frutos: comestíveis e saborosos, contendo alto teor vitamínico, de cor vermelha. Frutifica de janeiro a maio
– Alimentação de animais domésticos: frutos consumidos por pássaros, dentre eles o jacu e por guaribas
– Alimentação humana: frutífera adequada à fabricação de doces e geléias
– Carpintaria: madeira usada em cabos de ferramentas e confecção de peças que exijam resistência
– Medicinal: como antidiarréico e anti-hemorrágico
– Construção civil: madeira para esteios

Utilidade científica da casca do araçá:
Conforme pesquisa científica da casca do araçá, extraía-se uma essência que misturada com outras cascas eram vendidas para os curtumes, que a utilizavam na curtição de couros.
Por causa do trabalho da retirada da casca e efetuar o comércio com outras localidades o povoado passou a ser conhecido como São Luiz, por causa do padroeiro e Casca numa evidente relação com a extração da casca da árvore comercializada junto aos curtumes da região.

Outras utilidades: carvão, confecção de dormente e lenha.

Casca: Da casca é extraído um produto químico chamado “TANINO”, substância adstringente encontrada em certos vegetais, de coloração azul com sais de ferro, usada no curtimento de couros.
 
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia